Passos para crescer na vida de oração

Tempo de leitura: 3 minutos

 vida-de-oraçãoObter uma constância para crescer na vida de oração deve ser um dos desejos do coração de todo cristão, pois é por meio dela que nos aproximamos de Deus e passamos a escutar os desígnios do seu coração a nosso respeito. Mas, nem sempre entendemos o que é oração, muito menos como vivê-la. Santa Teresinha do Menino Jesus diz que “a oração é um impulso do coração, é um simples olhar lançado para o céu, é um grito de gratidão e de amor, tanto no meio da tribulação como no meio da alegria” e o Catecismo da Igreja Católica (CIC) acrescenta que ela é a elevação da alma a Deus ou o pedido a Deus dos bens convenientes (cf. CIC 2559).

A condição de uma alma para receber o dom da oração é apenas a humildade. É ela que faz a pessoa reconhecer que o que nos diz São Paulo: “Nem sabemos o que seja conveniente pedir” (cf. Rm 8,26). Se para receber o dom basta apenas a graça da humildade, então, vamos ver alguns passos para crescer na vida de oração. Acompanhe!

1 –  Seja determinado para crescer na vida de oração!

Santa Teresa D’Ávila ensina que para trilhar o caminho da vida de oração é preciso ter uma “determinada determinação”. Isso significa que, se queremos crescer neste caminho, não podemos desanimar, mas persistir até chegarmos à maturidade espiritual. Outra coisa é nunca parar de rezar, pois isso significa retroceder,ressalta a santa.

2 – Escolha um local especial 

Um ambiente favorável ao recolhimento interior faz toda  diferença na hora da oração. Foi o próprio Jesus quem nos ensinou que quando formos orar, devemos entrar em nosso quarto, fechar a porta e elevar ao Pai a nossa prece em segredo (cf. Mt 6,6). Mas, se a sua casa não dispõe de um ambiente silencioso, vá até uma igreja ou uma casa de retiros que certamente, encontrarás este espaço que favorecerá ainda mais sua vida de oração .

3 – Leia e reze com a Palavra de Deus

“Vossa palavra é um facho que ilumina meus passos, uma luz em meu caminho” (Sl 118, 105). Como vamos crescer na intimidade com Deus se também não o escutarmos através de sua Palavra? Um caminho bastante seguro é a Lectio Divina (espiritualidade  com a Palavra através de 4 passos: leitura, meditação, oração e contemplação). A leitura orante da Palavra abre o nosso coração para a oração. Quanto mais lermos e rezarmos com ela, mas nos tornaremos semelhantes a Cristo.

4 – Deixe que suas ações expressem sua vida de oração

Não basta nos determinarmos pela oração – estar em um local silencioso, ler e rezar com  a Palavra de Deus – se não interiorizamos tudo isso na nossa vida. Uma das características daqueles que rezam é a interiorização de tudo aquilo o que se reza e se experimenta de Deus. Sua vida interior se torna mais sólida e as graças recebidas de Deus transbordam em frutos de conversão na vida exterior.

5 – Recorra à leituras espirituais e intercessão dos santos

“A leitura tem feito muitos santos”, diz-nos São Josemaria Escrivá. As leituras espirituais nos ajudam a conhecer as virtudes heróicas dos santos e também nos impulsiona ao desejo de santidade.

6 – Amar a Virgem Maria

O amor a Nossa Senhora deve estar presente no coração de todo aquele que ama Jesus. Afinal, quis o Senhor nascer no ventre de uma mulher, feita igual a nós, mas que tão bem viveu a santidade. “A quem Deus quer fazer muito santo, o faz muito devoto da Virgem Maria” (São Luís Maria Grignion de Montfort).

Que nossa amizade com Maria nos ensine a trilharmos os passos da vida de oração e da santidade. E, que a humildade dela nos leve, também, a reconhecermos que precisamos de Deus e que, no silêncio, desejamos falar com Ele de coração a coração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.